Musicalização


Proposta de Musicalização

Objetivo

Professor: Paulo Bi

A Tic Tic Tac é associada à UNESCO e em 2019 será trabalhado “o ano internacional das Línguas Indígenas. Este tema encaminha para ações de profundas reflexões.

O universo indígena está presente de forma intensa no dia a dia. Seja na alimentação, no falar, na herança étnica, nas lendas, tradições e artesanato.

O hábito de tomar banho diariamente, a rede que acalenta, a domesticação de plantas como o tabaco e a mandioca, o Jamaxin, cesta em que se podia carregar os bebês e produtos derivados da agricultura, caça e pesca. O objeto podia ser usado na cabeça ou nos ombros. Tudo isso e muito mais, faz parte da rica herança, do maravilhoso legado indígena.

Tem-se muito o que conhecer e aprender com esses primeiros habitantes da terra brasileira. Entre os indígenas não há classes sociais como a do homem branco. Todos têm os mesmo direitos e recebem o mesmo tratamento. A terra, por exemplo, pertence a todos e quando um índio caça, costuma dividir com os habitantes de sua tribo. Apenas os instrumentos de trabalho (machado, arcos, flechas, arpões) são de propriedade individual. O trabalho na tribo é realizado por todos, porém possui uma divisão por sexo e idade. As mulheres são responsáveis pela comida, crianças, colheita e plantio. Já os homens da tribo ficam encarregados do trabalho mais pesado, como: caça, pesca, guerra e derrubada das árvores. O índio que caça ou pesca divide seu alimento com os outros. A coletividade é uma característica marcante entre os índios. Contudo, as línguas, as tradições, a cultura indígena, tudo vive sob constante ameaça. As comunidades que ainda existem, precisam ser protegidas, respeitadas e amparadas. Este projeto abre espaço para se lançar um amplo olhar sobre o imenso universo dos povos indígenas, sabendo que muitos estão inseridos na sociedade “convencional”.

Alguns são escritores, como Daniel Munduruku. Outros docentes, como Selvino Kókáj Amaral, o primeiro professor indígena da Unicamp.

Tem-se um vasto suporte para abordar um tema tão rico e extenso.

Pode-se citar:

• O livro Jogos e Brincadeiras do povo Kalapalo;
• O livro Fala de bicho, fala de gente (cantigas de ninar do povo Juruna).
• O livro vem acompanhado de um Cd com as canções;
• Baré, povo do rio;
• Cds com canções entoadas por tribos indígenas;
• As coleções Mitos e Histórias do povo Guarani, Mitos e Histórias do povo Kaigang, Mitos e Histórias do povo Xetá;
• O Cdlivro Poratuba, rodas de histórias indígenas;
• A coleção Lendas do povo Tupi;
• Lendas tradicionais, como a da Iara, do Uakti, do Mainumbi;
• Alguns episódios da premiada série da Multirio Juro que vi;
• Instrumentos de sopro e percussão;
• Um pequeno dicionário tupi-guarani.

E sobretudo, é preciso escutar os nossos curumins e a nossa equipe. Quais são os seus desejos? Qual é o conhecimento deles sobre este tema? Essa troca é fundamental e será o guia nessa deliciosa empreitada!




Aulas


Artes

Artes Visuais

WhatsApp Image 2018-03-16 at 19.06.37

English Stories

IMG_1048

Inglês

Ambiental Par Ibrahim

Interação Ambiental - Patricia Ibrahim

IMG_1886

Educação Ambiental - Patricia Martins

Jogos

Jogos em Movimento

Multilinguagens

Laboratório de Multilinguagens

IMG_2137

Musicalização

X